O original e o cover #7

O The Clash já teve  vários covers de suas músicas feitas por artistas diversos. Mas uma inusitada gravação aconteceu em agosto de 2011. Um dos mestres do reggae, Jimmy Cliff, se juntou ao vocal do Rancid, Tim Armstrong, para gravar um EP e entre os sons está um dos clássicos hits dos autênticos punk rudes britânicos.

O ORIGINAL
“The Guns of Brixton” faz parte do terceiro e mais clássico dos discos do The Clash, “London Calling”, lançado em 1979. A faixa foi escrita e é cantada pelo baixista Paul Simonon. É uma das músicas mais reggeiras da banda conhecida por ser percursora do skapunk devido as misturas de estilo que fez durante toda a carreira.

A música foi baseada nos jovens que diariamente tinham que conviver e enfrentar a violência policial em Brixton (Inglaterra). Esse cenário só piorou na década de 80, mas a música foi uma espécie de guia do que acontecia naquelas bandas nesse período específico. Há versões de que a música traduzia o sentimento de Simonon que repensava se queria continuar ou não trabalhando com Joe Strummer no vocal.
A linha de baixo da música ganhou destaque na mídia especializada internacional, como na revista Bassist magazine e foi sampleada por FatBoy slim na faixa “Dub be good to me“. Desde 1981 a música vem ganhando covers diversos de bandas como Novelle Vague, Red Hot Chilli Peppers, Arcade Fire, Libertines, entre outros. O vídeo abaixo não é oficial, é uma boa compilação de imagens feita por um fã da banda. Uma ode à Paul Simonon, na verdade, mas vale já que a música não tem mesmo um videoclipe digno.

O COVER
Jimmy Cliff bombou nas paradas mundias nos anos 90. Estava sete anos sem lançar nenhum material inédito e resolveu voltar em grande estilo. Chamou Tim Armstrong para produzir e participar de alguns sons de um EP que ainda não tem data e nome divulgados. O que se sabe é que além de inéditas haverá alguns covers, inclusive esse do som do The Clash. Foi uma feliz coincidência e uma espécie de retribuição, já que Jimmy era influência declarada do Clash. E o som certamente ganhou sua versão mais reggae, feita por um dos mestres do estilo. Para saber mais sobre esse projeto de JC, confira a entrevista dele no site Stereogum. E para ver como ficou o resultado da cover, dê o play no aúdio abaixo.

Agora, só em 2012 com mais covers e mais posts. Nos vemos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s