Dustin Hoffman e as corridas de cavalo

Criada por David Milch, com direção de Michael Mann e com Dustin Hoffman encabeçando o elenco, “Luck” é a nova série da HBO que estreou esta semana no Brasil. O tema é o turfe e o circo (como diria o Galvão) que envolve as corridas de cavalo: mafiosos, apostadores, jóqueis, treinadores, criadores e agentes.

Alta classe, paixão dos apostadores, esporte de luxo. O turfe é um dos esportes que estimula essa indústria e movimenta milhões.
Sem tiros, violência, efeitos especiais e apelo descarado por audiência,  “Luck” é uma das séries, como várias da HBO, que querem propor reflexão, comentários e aguçar a curiosidade para “as cenas do próximo capítulo”. No caso, o esporte é só um pano de fundo para a grande ação que, neste caso, ocorre nos bastidores da prática esportiva. Dustin é Ace Bernstein, uma lenda do submundo dos hipódromos que  deixa a cadeia depois de três anos e decide se vingar daqueles que julga responsáveis por sua prisão. Para isso, ele arquiteta um grande golpe e, como está impedido de fazer apostas nos cavalos por conta das regras da liberdade condicional, usa o motorista e fiel comparsa Gus (Denis Farina) como laranja em suas transações.

Apesar da ainda baixa audiência, é uma daqueles seriados que (espera-se) muitos prêmios e elogios. A HBO já anuncio uma segunda temporada de dez episódios para exibição a partir de janeiro de 2013. Por aqui, a exibição é aos domingos, às 21h, na HBO, com reprises ao longo da programação.

Com informações do Colherada Cultural

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s