Aberta a temporada do surf profissional

No feminino e no masculino, o Brasil nunca esteve num tão bom momento e tão bem representado no circuito profissional do surf mundial. A temporada 2012 começou neste sábado, 25, na Austrália.

O ranking atual dos surfistas profissionais da ASP, tanto no feminino quanto no masculino tem um brasileiro entre os cinco melhores do mundo. Adriano de Souza está atrás de Taj Burrow, Owen Wright, Joel Parkinson e todos eles na sequência do praticamente imbátivel e inatingível Kelly Slater.
No feminino, Silvana Lima está atrás de Tyler Wright e das premiadas Stephanie Gilmore, Sally Fitzgibbons e Carissa Moore.

BRASILEIROS DOMINAM!

Segundo reportagem da ESPN Brasil, o ano começa com sete representantes entre os 32 melhores surfistas do mundo, contabilizando a maior porcentagem de todos os tempos. Mais de 20% dos atletas são brasileiros. Adriano de Souza, Alejo Muniz, Gabriel Medina, Heitor Alves, Jadson André, Raoni Monteiro e Miguel Pupo compõem o time brasileiro na elite em 2012.
Gabriel Medina e Miguel Pupo entraram na elite no meio da temporada 2011 devido ao regulamento que na época previa uma reformulação do ranking na metade do ano. Para esse ano o regulamento foi alterado e os surfistas que iniciarem a temporada entre os melhores permanecerão até o final.

Em 2011, quatro das onze etapas do ano foram vencidas por brasileiros. Adriano de Souza venceu em no Rio de Janeiro e em Peniche, Portugal. As outras duas foram vencidas por Gabriel Medina, que levou a melhor na França e em San Francisco, Estados Unidos.

Além de muitas alegrias aos fãs brasileiros, esse time elevou a auto-estima do surf nacional e fez brotar um espírito de equipe. O esporte é individual e cada um compete por si, mas todos torcem e celebram um pelo outro. Cada vitória é mais do que uma conquista pessoal, é uma conquista para o país. Este time seguirá competindo até o fim do ano, na busca pelo inédito título mundial.

QUIKSILVER E ROXY PRO – GOLD COAST 2012

As competições vão de25 de fevereiro a 7 de março.

Na cobertura do Waves, os brasileiros fizeram bonito no masculino. Em ondas de 1 metro e séries pouco maiores em Snapper Rocks, Adriano de Souza, Raoni Monteiro, Miguel Pupo e Heitor Alves avançaram direto à terceira fase.  As baixas foram Gabriel Medina, Alejo Muniz e Jadson André, que caíram para a repescagem.

Jadson André com a pranha quebrada em Gold Coast - Foto: ASP

Adriano Mineirinho | Foto: ASP

No feminino, depois de perder na estreia, a cearense Silvana Lima mostrou que está de volta ao rip e deu um verdadeiro show na repescagem do Roxy Pro, etapa de abertura do World Tour Feminino. A catarinense Jacqueline Silva. A catarinense, que sofreu um acidente de trânsito em Bell’s Beach, também na Austrália, no ano passado voltou às competições no WST masculino no Peru. Neste domingo, ela fez uma boa bateria contra a aussie Laura Enever, mas não conseguiu a vitória.

Silvana Lima | Foto: ASP

Acompanhe as competições ao vivo no hotsite do evento.

VINHETA

HIGHLIGHTS 2ND DAY – QUIKSILVER PRO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s