Esporte no Festival Cultura Inglesa

Além de música, baladas, shows, teatro, dança e exposições, uma programação voltada para o universo esportivo estará em cartaz no Festival Cultura Inglesa entre os dias 25 de maio e 30 de junho. O melhor? Tudo gratuito, acessível e informativo. Confira a programação na capital paulista.

Como os brasileiros, os ingleses são apaixonados por esporte e não só por futebol. Como o festival anualmente exalta a cultura inglesa trazendo para nós o que rola por lá de melhor, essa 16ª edição traz, além de cinco exposições temáticas, uma mostra com retrospectiva de alguns filmes, não necessariamente produções, dirigidos ou com atores ingleses, mas que também tem o esporte como tema. Todas as expos ocorrem de 25 de maio a 30 de junho, com gratuidade para os usuários do metrô.

 ≡EXPOSIÇÃO MULTIMÍDIA → Universo Esportivo Britânico
A paixão pelas competições é um traço da cultura brasileira e boa parte dela se deve ao pioneirismo do povo do Reino Unido na invenção e regulamentação das modalidades. A exposição multimídia 2012 entra em campo para tentar explicar esta febre de bola dos ingleses e como ela influencia a cultura britânica e mundial. Nas estações de Metrô Corinthians-Itaquera, Luz, Paraíso e São Bento.

≡EXPOSIÇÃO OLIMPÍADAS → Estação São Bento
Com Londres prestes a receber sua terceira olimpíada, a exposição multimídia aponta seu foco para as modalidades que a cada quatro anos reúnem os maiores atletas do mundo. Num cenário em que o Brasil será o próximo a receber o evento, no Rio em 2016, a exposição mostra o exemplo inglês, desvenda grandes ídolos, histórias e ainda faz o visitante provar sensações e celebrar o espírito esportivo, a grande mensagem dos Jogos. Uma mesa de pingue-pongue será instalada para entreter os visitantes, além de um espaço para a prática de esgrima e uma barra de ginástica olímpica. Para quem leva competição a sério, haverá um pódio!

≡EXPOSIÇÃO CORRIDAS – F1, REMO E CICLISMO → Estação Luz
A Fórmula 1, modalidade na qual todos os oito títulos brasileiros foram conquistados em equipes inglesas, o ciclismo ou o remo foram alguns dos esportes de velocidade criados na Inglaterra. Algumas curiosidades e a história dessas modalidades fazem parte da exposição que estará na estação da Luz. Um autorama para entreter os visitantes será instalado na exposição, além da oportunidade de praticar alguns movimentos do remo numa cadeira de simulação.

≡EXPOSIÇÃO FUTEBOL → Estação Paraíso
Duas bolas usadas, um par de chuteiras, um livro de regras, uma bomba de encher as bolas e uniformes usados. Essa era a bagagem de Charles Miller, um paulistano de pai escocês e mãe de origem inglesa, quando voltou da Inglaterra para mudar a história da identidade cultural do Brasil. Se existe uma paixão nacional comum dos dois lados do Atlântico, é o futebol. Mais de um século depois, a exposição conta um pouco da história do esporte e apresenta grandes ídolos, times e rivalidades do futebol no Reino Unido.

Uma mesa de pembolim, outra de futebol de botão e uma área de leitura com livros sobre esportes ainda completam a exposição. Para quem gosta de mais tecnologia, vai rolar um Playstation com PES 2012, além de um computador com Fifa Manager!

EXPOSIÇÃO RÚGBI, CRÍQUETE E TÊNIS → Estação Corinthians-Itaquera
Inventados no Reino Unido, o rúgbi, o críquete e o tênis foram aos poucos disseminados nas colônias e viraram universais cada um a seu modo. O rúgbi, por exemplo, ganha cada vez mais força no Brasil. A exposição “apresenta” o críquete para o público brasileiro e mostra a tradição do tênis desde suas raízes, além de exibir ídolos e curiosidades. Haverá ainda um espaço para a prática de movimentos básicos de rúgbi e críquete, além de uma simulação de tênis no Wii.


Invictus (2009)

Invictus nos traz a inspiradora história de como Nelson Mandela (Morgan Freeman) uniu forças com o capitão da equipe de rúgbi da África do Sul, Francois Pienaar (Matt Damon), para ajudar a unir a nação. Recém-eleito, o presidente Mandela sabe que seu país permanece dividido racial e economicamente após o fim do apartheid. Acreditando ser capaz de unificar a população por meio da linguagem universal do esporte, Mandela apoia o desacreditado time da África do Sul na Copa Mundial de Rúgbi de 1995, que faz uma incrível campanha até as finais.

Sessões:
25/5 – 15h30 na Estação Corinthians-Itaquera
31/5 – 17h – Estação Paraíso
19/6 – 17h – Estação Paraíso

Maldito Futebol Clube (2009)
O filme conta a história repleta de humor e confrontos de Brian Clough e seus fatídicos 44 dias no cargo de dirigente de um time de futebol campeão da Inglaterra. O problema é que ele não terá ao seu lado o fiel parceiro Peter Taylor. Resultado? Em pouco mais de um mês, Brian surpreende, provando sua agressividade e brilhantismo à frente do seu time.

Sessões:
25/5 – 17h – Estação Paraíso
7/6 – 17h – Estação Paraíso
21/6 – 17h – Estação Paraíso

Carruagens de Fogo (1981)
As Olimpíadas de 1924, a serem realizadas em Paris, se aproximam. Eric Liddell (Ian Charleson) e Harold Abrahams (Ben Cross) pretendem disputá-la, mas seguem caminhos bem diferentes. Liddell é um missionário escocês que corre em devoção a Deus. Já Abrahams é filho de um judeu que enriqueceu recentemente e deseja provar sua capacidade para a sociedade de Cambridge. Liddell corre usando seu talento natural, enquanto que Abrahams resolve contratar um treinador pessoal. Ambos seguem as eliminatórias sem problemas, até que uma das classificatórias de Liddell é marcada para domingo. Ele se recusa a competir, por ser este um dia santo. Percebendo a situação, um nobre oferece a Liddell sua vaga na disputa dos 400 metros. Ele aceita e vence a corrida, assim como Abrahams. A partir de então, os dois integram a equipe do Reino Unido para as Olimpíadas.

Sessões:
29/5 – 17h – Estação Paraíso
14/6 – 17h – Estação Paraíso
26/6 – 17h – Estação Paraíso

Senna (2010)
Junho de 1984, GP de Mônaco de Fórmula 1. Seis atuais ou futuros campeões mundiais estavam na pista, mas as atenções ficaram voltadas para um jovem que largara em 13º lugar e estava apenas em sua sexta corrida. Ultrapassando um a um, ele alcançou seu primeiro pódio e apenas não venceu devido a uma questão técnica. Seu nome era Ayrton Senna. Este premiado documentário resgata de uma forma emocionante a trajetória do tricampeão mundial, desde a ascensão no automobilismo até sua morte em pleno GP de San Marino, em 1994, passando pela rivalidade com Alain Prost e os problemas enfrentados nos bastidores da Fórmula 1.

Sessões:
5/6 – 17h – Estação Paraíso
12/6 – 17h – Estação Paraíso
28/6 – 17h – Estação Paraíso

Não tem desculpa! Programe-se e curta!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s