Nas aspas: João Havelange

Você vai me perdoar, modéstia a parte, eu modifiquei tudo no mundo. E já lhe disse que hoje o futebol é o que mais emprega no mundo. Qual é a companhia de publicidade ou firma que faz publicidade, não quer estar ao lado? Quem sustentava a FIFA era a Mastercard, e aí a Visa quis entrar. Ela fez uma proposta à FIFA muito importante, muito superior à Mastercard e a FIFA aceitou. Vamos supor, a Mastercard entrou com uma ação na justiça contra contra a FIFA, porque assinou e uma multa tremenda. Você se preocupou com a multa ou eu? Quem pagou foi a Visa, que era o interesse dela, tá entendendo? Então, eu estou lhe dizendo isso, para você ver a força do negócio, do que se transformou o futebol. Eu estive lá por 24 anos, sempre que posso vou lá, este é o meu sentimento, e o Blatter é igual. Eu o deixei por causa disso. Tinha o Johansson, que foi uma luta, ele não se conformou até hoje, era sueco, pretencioso, bebia, não era do ramo, e você não imagina o que isso representou pro futebol no mundo, porque o Blatter era um dos diretores da Longines, que é um poder no mundo. Então, estava preparado, falava línguas, foi meu secretário nos 24 anos, durante 23 anos que eu mandei chamar, e com isso o futebol transformou-se num poder.

João Havelange, presidente de honra da FIFA, em entrevista ao Ludopédio, maio 2012

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s