Bob Burnquist: Skate Superação

A expectativa era para a molecada que chega batendo de frente com a velha guarda dos esportes radicais nessa 18ª edição dos X-Games em Los Angeles. Mas, novamente, ele foi o grande destaque. Um acidente nos treinos assustou os fãs do brasileiro Bob Burnquist que, com toda raça e experiência de um veterano, deu a volta por cima na dor e mostrou o que é ser raçudo. Na final do Big Air,  da superação ao ouro, um orgulho brasileiro!

O Brasil, com onze atletas na competição, foi novamente destaque nas competições de skate. A primeira a garantir medalha para o Brasil foi Letícia Bufoni que novamente deu show no skate street e garantiu a prata. Único representante brazuca no BMX, Diogo Canina sofreu um acidente preocupante três dias antes do reconhecimento da pista do street e não competiu. A prova foi vencida pelo veterano Scotty Cranmer que voltou ao pódio numa disputa duríssima contra Daniel Dhers, outro dos favoritos.

Outra competição que sempre tem brasileiro no pódio é o Vert. Dessa vez a estrela de Pierre-Luc Gagnon, o famoso PLG, brilhou mais forte e ele levou o ouro. A competição que garantiu prata para Andy Mac, teve Sandro Dias em quarto e Rony Gomes em sexto, os dois brasileiros melhor colocados.

Pedrinho Barros, com joelho machucado, foi também destaque na sua modalidade preferida, o skatepark. Um dia antes da competição, ele meteu o joelho no chão, se ralou, passou a noite com compressa de gelo e no sacríficio, andou e venceu. A sua “justificativa” para vitória com voltas incríveis, foi o fato de estar machucado e ficar ainda com mais garra de vencer. Deu certo!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Devido ao acidente, era incerteza se Bob Burnquist iria primeiro andar e segundo aguentar a pressão da Megarampa. Logo nas primeiras voltas, assustou de novo errando uma manobra e caindo na pista. Outros brasileiros, Edgar Vovô, Ítalo Penarrúbia e Lincoln Ueda não pontuaram e somente Rony Gomes e Bob continuaram a representar o Brasil na disputa.

Com Mitchie Brusco,  garoto de 15 anos, na cola, foi por um giro no quarter, (sua especialidade, diga-se), o que fez a diferença para Bob Burnquist levar o ouro, deixar Mitchie com a prata e Rony Gomes em quinto. O caçulinha Tom Schaar, americano de apenas 12 anos,  terminou na sexta posição e chega prometendo dar trabalho nos próximos anos. Veja abaixo a volta da vitória e todos os resultados desta edição do Summer X-Games.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s