Grafite x Espírito Olímpico

Essa ficou de fora dos grandes noticiários sobre a suposta “melhor Olimpíada da história”. Há quem adore esporte, e isso simplesmente basta num evento. Mas, se por um lado há quem não liga a mínima, acha a maior besteira o governo se mobilizar para algo do tipo, por outro há aquela famosa limpeza urbana para deixar bonito pra gringo ver… somem mendigos, pintam faixadas… Mas, no que dependeu do grafite anônimo, o protesto não passou em branco literalmente das paredes de Londres Olímpica em 2012.

Adoro esporte e curti cada minuto das Olimpíadas, mas não dá para ser ingênuo e fingir que não acontece: é muita polêmica por debaixo dos panos. E uma série de medidas tomadas para blindar procedimentos e curvas no marketing, na divulgação e  uso de mídias sociais na edição de Londres 2012, foram ofuscadas pelo gigantismo do esporte – algo que sempre deve ser mais mesmo do que qualquer problema mesmo. Mas, não faltou e entre eles, o que está estampado aí na roupa do palhaço mais famoso do McDonald´s e foi um dos grandes patrocínios barulhentos dos Jogos: a Dow Química. Só para resumir: a Dow, junto com a não menos polêmica Monsanto, foi responsável pela produção do Agente Laranja, gás tóxico que derreteu, deformou e matou centenas de japoneses durante o ataque dos EUA a Hiroshima e Nagasaki durante a Segunda Grande Guerra, além de deixar sequelas para gerações e gerações de descendentes. Para enfatizar ainda mais o quanto a Dow é odiada, basta lembrar do boicote que a Índia queria promover aos Jogos por causa do acidente com a Union Carbide que, em 1984, matou mais de 7000 pessoas.

E O GRAFITE COM ISSO?

Para evitar que a arte urbana, já tão conhecida em Londres por sua genialidade e frequência nos muros estivesse presente mostrando aquilo que o Cômite Olimpico e autoridades locais preferiam deixar debaixo do tapete, outras medidas legais foram tomadas. Óbvio que a intenção sempre é das melhores, trazer evolução, turismo e benefícios para a cidade, mas é claro também que algo do porte das Olimpíadas não se faz sem muito, muito dinheiro, politicagem, interesses pessoais, favorecimentos, omissão de informações, maquiagem de números. E onde há um pouco de tudo isso e muito, muito dinheiro, teoricamente, há sempre alguém embolsando ou ganhando mais do que deveria. Ou não?

Esse é o espírito olímpico que os Jogos querem transmitir? Bem…

Para reprimir a liberdade de expressão da arte, ex-grafiteiros, artistas conhecidos e fichados nos anos 90 por danos à cidade e grafites não previamente autorizados, foram repentinamente convocados, antes dos Jogos. Após serem interrogados pela BTP (British Transport Police) sobre questões que envolviam crimes passados, coisas atualmente irrelevantes, foi lhes dito que até novembro (posterior aos Jogos), eles só poderiam circular por meios de transporte como metrô e ônibus e próximos de qualquer área olímpica sob a condição de não carregarem latas de spray ou qualquer outro tipo de ferramenta para grafites, incluindo áreas como parques, arenas, estadios, ginásios e palácios.
Praticamente todos esses artistas não praticam mais arte “fora da lei”: trabalham com sua arte através de contratos com empresas e não fazem mais grafites em rua sem prévia autorização, mas sua notoriedade serviu de pretexto para desencorajar e inibir novas ações de protesto durante o período dos Jogos.

Essa você não sabia? Pois então! Ainda bem que teve quem assinasse, como o Bansky, mas teve quem preferiu um certo conforto do anonimato, e não reprimiu seu direito de expor sua indignação e dar o seu “Fuck the Olympics”, usando cores e tinta.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com informações do Be coll or be fool

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s