Bob Burnquist sem limites

Que Bob Burnquist é um dos feras do skate nacional, isso (quase) todo mundo sabe. Parte desse todo acompanha a carreira do brasileiro e viu o acidente que aconteceu este ano durante a edição de verão dos X-Games, em Los Angeles. A superação e as circunstâncias do acidente viraram filme. Confira o trailer de “Sem limites”, produzido pela ESPN.

Califórnia. O paraíso da praia, Sol, surf, skate e megaeventos. Los Angeles é a casa dos X Games que em 2012 completou 18 anos de existência. Uma das estrelas dos jogos, a Megarampa, foi montada com um looping gigante, misturando-se com a paisagem e os prédios do centro da cidade.

O FILME

A ideia não era, obviamente, filmar o acidente mas sim, os bastidores, o dia-a-dia que antecede as ditas olímpiadas dos esportes radicais e focar no lado humano da competição. “Sem Limites” é a quinta produção da série ESPN DOX que tem como objetivo mostrar a alma dos esportes de ação ao redor do mundo. A produção é uma parceria da ESPN com a  produtora brasileira Gullane Filmes e direção de Andrea Cassola.

“Esse documentário apresenta o meu lifestyle nos Estados Unidos durante o período dos X-Games. Ele não é um documentário necessariamente sobre a minha vida, mas sobre um período competitivo da minha vida”, comenta a lenda do skate nacional nos bastidores do Altas Horas.

Sobre a cultura do skate, a emoção e adrenalina que andar nas rodinhas ou competir em cima da pranchinha dá, são sentimentos traduzidos nos depoimentos dos veteranos Christian Hosoi, Steve Caballero, dos brasileiros Thronn e Pedro Barros e pelo músico e surfista Ben Harper.

A FINAL E O ACIDENTE

Durante as eliminatórias da Megarampa, Bob sofreu um grave acidente, caindo, batendo as costas e descendo gritando de dor na última parte do half. Saiu de maca direto para o hospital e exames para saber a gravidade da queda. Por sorte, não foi sério como ele mesmo achou e eis que ele retorna para correr a final do Big Air.

Logo nas primeiras voltas, Bob assustou o público de novo errando uma manobra e caindo na pista. Outros brasileiros, Edgar Vovô, Ítalo Penarrúbia e Lincoln Ueda não pontuaram e somente Rony Gomes e Bob continuaram a representar o Brasil na disputa. Com Mitchie Brusco,  garoto de 15 anos, na cola, foi um giro no quarter, (sua especialidade, diga-se), o que fez a diferença para Bob Burnquist levar o ouro, deixar Mitchie com a prata e Rony Gomes em quinto. O caçulinha Tom Schaar, americano de apenas 12 anos,  terminou na sexta posição.

Ainda na entrevista à TV Globo, Bob disse que o documentário registra uma de suas piores quedas. “Eu tomei um dos tombos mais doloridos e pesados da minha vida. É difícil não pensar nessa dor quando me preparo para a MegaRampa”.

O documentário teve exibição nesta sexta, 12, nos canais da ESPN Brasil. Enquanto não há informação de reprise, confira o trailer.

Um pensamento sobre “Bob Burnquist sem limites

  1. What i don’t understood is actually how you are no longer actually much more smartly-appreciated than you might be right now. You’re very intelligent. You realize thus considerably in relation to this subject, made me for my part imagine it from so many numerous angles. Its like women and men are not interested unless it’s one thing to do with Lady gaga! Your individual stuffs outstanding. All the time handle it up!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s