Exposição “Será que foi, seu juiz?”

A nova exposição do Museu do Futebol em São Paulo usa ilusão de óptica para explicar e dar a sensação dos erros humanos cometidos pelos árbitros em campo. Confira mais informações da mostra “Será que foi, seu juiz?”.

Com bonecos, simuladores, mosaicos e imagens que induzem à ilusão e ao erro, a mostra quer levar ao expectador a ter as mesmas sensações de um juiz na hora de apitar um lance decisivo. Com isso, quer tentar convencer que a culpa não é do árbitro, mas das percepções do cerébro humano.

A EXPOSIÇÃO

Na abertura exposição em 5 de novembro, Vera Hamburguer, responsável pela cenografia da exposição, disse à reportagem do UOL: “A ideia da exposição é que o público vivencie a questão da percepção visual. O que queremos é que a pessoa entenda, por ela própria, que o juiz pode errar. Aliás, em um campo de 120 por 90 metros, o que eu pergunto é como é que eles podem acertar”.

Além das ilusões ópticas, quem aparecer no Museu também poderá saber mais sobre a história da arbitragem, conhecer alguns truques que os árbitros usam (você sabia que a corrida diagonal dos juízes é um esquema tático pensado pelo ex-presidente da Fifa, Stanley Rous?) e até mesmo provar um pouco da emoção que os homens do apito sentem. Uma das atrações é um jogo com tecnologia touch que adapta um software que a própria Fifa usa para treinar seus árbitros: primeiro é exibido um vídeo com o lance e o usuário tem de decidir se foi falta, se foi dentro da área e se alguém merece cartão (amarelo ou vermelho). Tudo em dez segundos.

“Crítica ao juiz faz parte da vida. Se não criticar o juiz, vai criticar quem? Tem que criticar juiz, técnico, presidente, jogador. Isso é divertidíssimo. São esses os elementos que compõe todo esse imaginário. Tem ali uma frase que compõe muito bem o que é o futebol: o único juiz que não é criticado é aquele que apitou a final de time campeão invicto. Essa temática nunca vai deixar de existir. O que queremos é mostrar que a polêmica, que faz parte da condição humana e é deliciosa, pode ter visões e percepções diferentes. Nem sempre o juiz erra porque quer. Ele erra porque é igualzinho a você que está sentado assistindo ao jogo. Apesar de estar munido de uma bagagem grande de conhecimento, ele tem pequenos “defeitos” que não podem ser corrigidos. São os nossos defeitos cotidianos, da condição humana”, finaliza Leonel Kaz, curador do museu.

Confira fotos da exposição e programe-se para conferir!

.:.
SERVIÇO
Exposição “Será que foi, seu juiz?”
De 6 de novembro de 2012 a 7 de abril de 2013
Museu do Futebol
Praça Charles Miller, s/n
Terça a domingo, das 9h às 18h (bilheteria até as 17h)
Ingressos: R$ 6 e R$ 3 (meia-entrada).
*Todas as quintas-feiras a entrada é gratuita
Tel.: (11) 3664-3848
Twitter | Facebook

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s