Homenagem aos ‘Marcos do Futebol’

O evento “Marcos do Futebol” acontece no dia 8 de dezembro, em São Paulo, e vai homenagear pessoas, eventos e fatos que marcaram a história do esporte no Brasil. Confira os detalhes e a lista de homenageados.

270

O EVENTO

Com iniciativa do site Memória Futebol, a proposta do evento visa contribuir, um pouco que seja, com o fortalecimento da memória do futebol. Segundo os organizadores, a atividade não possui qualquer interesse econômico e financeiro, e visa também destacar o dia em Memória ao Futebol Brasileiro, conforme foi instituído na cidade de São Paulo, 24 de novembro, que é também o aniversário de Charles Miller. Para que esta data não passe em vão, foi organizado este evento que acontecerá no dia 8 de dezembro, próximo sábado. Nesta oportunidade, será entregue o troféu “Marcos do Futebol” um pequeno símbolo para registrar a homenagem a 11 pessoas e entidades que contribuíram ou contribuem em prol da memória do futebol.

HOMENAGEADOS

Osmar Santos Um dos maiores locutores esportivos da história, Osmar Santos reside na memória de todo torcedor brasileiro, não somente por sua habilidade e competência, mas principalmente por sua genialidade ao transmitir memoráveis momentos que marcaram o nosso futebol. Criador de inúmeros bordões maravilhosos, sua atuação não resumiu a área esportiva. O “Pai da Matéria” como ficou conhecido, foi uma das grandes vozes em prol das “Diretas Já”.

Oberdan Cattani Um dos maiores nomes do futebol brasileiro. Uma verdadeira lenda, responsável pelo início da dinastia de grandes goleiros palestrinos. Oberdan Cattani, paulista nascido em Sorocaba, foi multicampeão pelo Palmeiras, onde atuou por mais de 350 partidas. Convocado pela Seleção Brasileira, só não participou de uma Copa do Mundo devido a ocorrência da II Guerra Mundial. Oberdan, no entanto, é muito mais que um simples atleta, é um exemplo de fidelidade e amor a uma instituição.

John Mills Coube a um espanhol da simpática cidade de Vigo, ser o maior responsável pelo levantamento das informações e registros dos primeiros momentos do futebol no Brasil. Filho de pais ingleses, John Mills se tornou o biógrafo de Charles Miller, brasileiro que introduziu o futebol em nosso país, e graças a ele, importantes detalhes sobre os primeiros passos do esporte são devidamente conhecidos.

Professor José Teixeira Para muitos jogadores, um pai. Para aqueles que acompanham futebol é inegável a importância de José de Souza Teixeira, o Professor Teixeira, na condução de seu trabalho, como preparador físico, técnico e gerente de tantas agremiações por onde passou. Um profissional com mais de 50 anos de carreira voltada principalmente para a formação de homens e posteriormente de atletas. Possui uma das memórias mais privilegiadas do meio futebolístico e é uma garantia que as boas práticas e exemplos tomados no passado, devem servir de suporte para a adoção de novas decisões.

Floriano Pesaro Sempre que a população se une em torne de uma causa, cabe a um de seus representantes investir esforços que potencializem o atendimento da mesma.  Em 2010 quando alguns interessados e amantes por futebol organizaram encontros abertos ao público no Museu do Futebol, um dos espectadores foi o vereador Floriano Pesaro. Anônimo no auditório, Floriano nos procurou ao final de um destes encontros e se prontificou a tentar viabilizar iniciativas em prol da memória do futebol. Foi de sua autoria a proposta de adoção do dia 24 de novembro em comemoração a Memória do Futebol Brasileiro. Missão cumprida!!! Um primeiro passe…

São Paulo Athletic Club Um clube fundado justamente no dia da abolição da escravatura, com intuito inicial de ser um local de confraternização dos trabalhadores ingleses que se instalaram em nosso país ao final do século XIX, o São Paulo Athletic Club nasceu predestinado a ser pioneiro. E foram muitos os esportes jogados pela primeira vez a partir de seus associados. O futebol foi um deles com Charles Miller que trouxe algumas bolas e o livro de regras da Inglaterra. Coube ao SPAC ser a primeira equipe a conquistar um título oficial disputado no Brasil em 1902.

Celso Unzelte Muito mais que um dos grandes jornalistas brasileiros. Muito mais que uma das maiores memórias futebolísticas. Celso Dario Unzelte é, certamente, um dos profissionais que mais tem contribuído em prol da memória do futebol. Possui um dos mais ricos portfólios de livros publicados e é sempre uma garantia de trabalhos e pesquisas corretas, sem espaço para achismos, o que tem se perpetuado junto aos inúmeros jornalistas que anualmente têm o privilégio de tê-lo como professor.

Museu do Futebol O primeiro museu público instalado em território brasileiro sob a temática exclusiva do futebol, o Museu do Futebol foi inaugurado em 2008 e é um grande sucesso de público. Instalado junto ao épico estádio municipal do Pacaembu, o Paulo Machado de Carvalho, sua visita passou a ser obrigatória para qualquer turista que chega a cidade de São Paulo. Difícil conhecer algum morador paulistano que não já não tenha ido a este grandioso local que certamente, em breve, será um ponto de encontro obrigatório para todos os amantes do futebol.

Club Athletico Paulistano O futebol ainda dava seus primeiros passos, quando o Club Athetico Paulistano, fundado em 1900, passou a utilizar o Velódromo como sua sede. Com o aumento da prática do futebol, o Paulistano resolveu passar a usar o espaço, não somente para o ciclismo, mas também para abrigar seus jogos. Primeiramente para 2.000 pessoas, depois, 5.000, 10.000… O estádio aumentava juntamente com o crescimento do interesse pelo futebol. A verdade é que o Velódromo foi o principal estádio da cidade e abrigou grande parte das partidas realizadas nas primeiras edições do campeonato paulista, ainda no começo do Século XX.

Juca Kfouri Uma das mais tradicionais revistas de futebol do Brasil, a Placar viveu seu auge, sobretudo durante a década de 1970. Milhares de meninos, agora, homens afirmam ter aprendido a ler, através das edições semanais de Placar que foi, durante muitos anos, e principalmente durante seu auge, por um dos mais combativos e, efetivamente, jornalista com J maiúsculo. O nome dele é Juca Kfouri, um dos poucos jornalistas que compartilha e divulga em todos os seus espaços de mídia, o lançamento de publicações esportivas, seja quem for seus autores, profissionais da área, jornalistas ou apenas fãs de futebol.

Colégio de Santa Inês O início da prática do futebol no Brasil começou como uma forma de recreação, sobretudo entre primeiros ingleses que se aventuraram em nosso país ainda no final do século XIX. Os ingleses costumavam se encontrar para bater papo e uma “bolinha” ainda em um campo onde era praticado críquete. Alguns dos locais utilizados para estes primeiros “treinos” foi a Chácara Dulley, local que reunia os ingleses. No começo do século XX, uma congregação salesiana adquiriu o terreno que abrigava a chácara, onde hoje se localiza o Colégio de Santa Inês, uma das mais tradicionais instituições de ensino da cidade de São Paulo.

O “Marcos do Futebol” acontece no dia 8 de dezembro, a partir das 9:30, no Teatro Eva Herz, situado dentro da Livraria Cultura do Conjunto Nacional. Entrada gratuita.

Com informações do Memória Futebol

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s