Rally Dakar 2013

O Rally Dakar está prestes a começar. Nesta edição, a largada será no Peru (5 de janeiro) e a prova encerrará mais uma etapa no dia 19, no Chile. Esta é a quinta vez que o rali percorrerá a América do Sul, depois de 30 anos de provas na África.

rally-dakar-2013

Em 2013, a competição terá um trajeto praticamente inverso ao da última edição. A largada será em Lima, capital peruana, depois a prova segue para a região central da Argentina e retorna para a costa oeste do continente, terminando em Santiago do Chile.  No Peru, além da capital do país, o rali terá base nas cidades de Pisco, onde acontece uma etapa em laço, Nazca e Arequipa. Em seguida, os competidores seguem para Arica e depois Calama, no norte do Chile, adentram a Argentina e passam por Salta, San Miguel de Tucumán, local de descanso. De lá, os pilotos vão até Córdoba, La Rioja e Fiambalá. Nas últimas etapas retornam ao Chile, passando por Copiapó, La Serena e finalmente Santiago. Com três percursos ligeiramente diferentes, um para cada categoria de veículo, ao todo as motos e quadris vão percorrer 8.423 quilômetros, carros e UTVS percorrerão 8.574km e caminhões terão de enfrentar 8.121. Em média, serão aproximadamente 4.300 de deslocamento e 4.200 de especiais.

REGRAS
A regulamentação aplicada para motos na edição 2012, limitando a potência a 450 cilindradas, continua em vigor. Isso estimulou a entrada de uma equipe oficial da Honda na competição, buscando vencer a australiana KTM, além de outros times fortes com apoio de marcas como Yamaha, Husqvarna e Sherco. Na troca de motores, as penalidades seguem com 15 minutos para a primeira mudança, 45 na segunda troca e 2 horas da terceira em diante. Para os carros, a principal mudança é a obrigatoriedade de utilizar apenas motores de produção em série, que sejam encontrados em veículos comercializados. Apenas algumas alterações serão permitidas de acordo com o protocolo definido pelas regras técnicas da corrida.

COMPETIDORES
Em 2013, serão 472 veículos inscritos no Dakar. São 196 motos, 40 quadriciclos, 161 carros e UTVs, mais 75 caminhões. Os pilotos brasileiros estarão em menor número nesta edição, desfalcados entre os caminhões e com apenas um competidor na categoria Motos.
Com o acidente de Felipe Zanol, único brasileiro nas motocicletas será Jean Azevedo, da equipe Avante. Guilherme Spinelli e Youssef Haddad competem mais uma vez pela Mitsubishi, dessa vez pilotando o novo ASX Racing. A dupla formada por Marcos Baumgart e Kleber Cincea completa o time brasileiro nos carros, competindo em um Mitsubishi Pajero Montero. A dupla Bruno Sperancini e Thiago Vargas competirá com o UTV vencedor da categoria no Rally dos Sertões 2012, um Polaris RZR900 XP. De última hora, o veterano Reinaldo Varela anunciou que também irá de UTV na competição, mas sem navegador, pilotando um Can-Am Commander 1000x.

Acompanhe o dia-a-dia e notícias da competiçao no Webventure.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s