Esporte Estranho #5

O skate surgiu nos anos 60 com surfistas que adaptaram as pranchinhas para andar nas ruas e dentro das piscinas vazias da Califórnia por causa de severa época de seca naquela região. Mais recentemente, foi a vez dos australianos ditarem moda: o dirtsurf, esporte que mistura bicicleta com skate e anda virando febre no Brasil.

DIRTSURF1-560x373O skatebike ou dirtsurf nasceu em 1998 na Austrália quando o surfista Graemme Attey (esse da foto acima) foi morar no interior e começou a sentir saudade das ondas e da adrenalina. Aí ele criou o novo objeto, adaptado à vida do campo e a todo tipo de terreno. Os modelos de skate com rodas evoluíram e a primeira competição aconteceu em 2000. Sete anos após ser inventado, em 2005, o esporte foi aceito como uma categoria oficial na Associação Mundial de Downhill. O DirtSurf é dividido atualmente em três categorias: Road (downhill de asfalto), o Off-Road (descidas de terra e terrenos não-asfaltados) e o Free Style (com saltos e derrapadas).

FEBRE NO BRASIL
O dirtsurf tem tomado conta das ladeiras do Brasil. Há vários vídeos de freeride de adeptos da novidade em São Paulo, Bahia e outros estados. No Rio de Janeiro tem chamado a atenção, especialmente pelo destaque Eri Barbosa tem ganhado na mídia. Praticante do esporte há dez anos, ele construiu seu próprio dirtsurf que foi citado como ‘veículo ecológico’ em algumas reportagens já que Eri usa mesmo como meio de transporte.

Eri foi instrutor da equipe do Esporte Espetacular. Na reportagem ele informa que o dirtsurf é fácil de curtir porque é adaptável a qualquer tipo de terreno. “Ele pode andar em qualquer terreno: na praia, na terra, na areia, no calçamento, na grama, e até em trilha. O movimento é um pouco da base do skate, não parece nem um pouco com a bicicleta. A diferença que a gente perceber é o freio na panturrilha. E o pé não fica como no skate, fica completamente de lado. O pneu é de bicicleta e tem até um velocímetro, para marcar a velocidade que pode chegar a 115 quilômetros”, diz.

Acompanhe as novidades da modalidade no site da recém-criada IDF (International Downhill Federation). Procurando por aí você acha vários vídeos como esses abaixo na página do Dirtsurf no Facebook. Confira dois aqui: um no Brasil e outro do australiano Graemme Attey no site da Hurley.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s