Playlist da semana #54 – Cineastas

Aproveitando o lançamento do novo videoclipe do Nine Inch Nails, dirigido por David Lynch, a playlist da semana traz alguns outros vídeos com assinatura de cineastas famosos. Das profundezas do underground brazuca até o mais badalado mundinho hollywoodiano, confira a listchenha de hoje!

1407_10151288483117485_294693359_n

≡NINE INCH NAILS
David Lynch, o premiado cineasta, produtor e ator, é diretor de vários longas como “Império dos Sonhos”, “Duna”, “Veludo Azul” e da percussora das séries de investigação criminal, “Twin Peaks”. Ele dirigiu o clipe de “Came Back Haunted”, mais recente vídeo do Nine Inch Nails. A faixa faz parte do disco “Hesistation Marks”, previsto para sair em 3 de setembro.

≡PEARL JAM
O americano Cameron Crowe tem uma longa ligação com o mundo da música. Antes de se aventurar no cinema, Crowe foi colaborador da Rolling Stone. O primeiro longa saiu em 1989, mas o grande sucesso, “Vida de Solteiro”, foi lançado em 1992,  e daí, o primeiro contato mais próximo com as bandas do grunge e Seatle. Depois de produções como “Jerry Maguire”, “Vanila Sky” e “Quase famosos”, Cameron dirige o documentário “Pearl Jam Twenty”, sobre as duas décadas de estrada da banda e lançado em 2011. A parceria começou em 2009 quando a banda lançou o [ótimo] single “The Fixer“, presente no EP “Backspacer”, lançado no mesmo ano.

≡THE KILLERS
Tem quem não goste ou não entende o estilo soturno dos filmes e produções de Tim Burton. Mas, o que não se pode negar é que ele é um mestre nisso. A extensa lista de sua filmografia inclui “Os fantasmas se divertem”, “Edward mão de tesoura”, “Batman o retorno”, “O estranho mundo de Jack”, “A noiva cadáver” e o remakes de “Alice no país das maravilhas” e “A fantástica fábrica de chocolate”. Ambos estrelados por seu muso, Johnny Deep. A parceria com o Killers começou em 2006, quando dirigiu o clipe de “Bones”. Em 2012 lançaram “Here With Me” com a participação da atriz Winona Rider. Sem perder o sombrio, é claro.

≡WHITE STRIPES
Apesar de ainda ser considerada uma jovem cineasta, o talento de Sofia Coppola vem de berço. Além de atuar em algumas produções, ela dirigiu produções premiadas como “Encontros e Desencontros” e “As virgens suicidas”. Em 2003, assinou o [ainda] único videoclipe do currículo, para a música “I just don´t know what to do with myself” do duo White Stripes. O vídeo chamou muita atenção por trazer a modelo Kate Moss num sensual e até comportado pole dance.

≡MICHAEL JACKSON
Apesar de ter dirigido filmes musicais como “Os irmãos caras-de- pau” e o premiado “Um lobisomem americano em Londres”, o americano John Landis é mais conhecido mesmo pelos clipes que dirigiu para o rei do pop, Michael Jackson. “Black or White” é um fenômeno pelos efeitos especiais, mas a obra prima é “Thriller”. É, ainda hoje, uma das produções mais caras da história dos videoclipes. Custou US$ 500 mil.

≡MOBY
O já citado David Lynch também dirigiu “Shot in the back of the head” do Moby. Esse em versão animação.

≡BJORK
O francês Michel Gondry é diretor de grandes produções como “Brilho eterno de uma mente sem lembranças” [vencedor do Oscar em 2005] e “Besouro verde”. A lista de videoclipes que dirigiu é maior do que sua filmografia, só com Björk são nove. ‘Crystalline’ é o mais recente da dupla.

≡JUSTIN TIMBERLAKE
David Fincher
é um dos mais respeitados diretores americanos. Além de filmes premiados como “Seven”, “Clube da Luta”, “Alien 3”, e “O curioso caso de Benjamin Button” [todos estrelados por Brad Pitt] tem uma longa lista de videoclipes no currículo, entre eles “Vogue” e “Express Yourself” da Madonna. Foi depois de lançar “A rede social” que a parceria com Justin Timberlake rendeu “Suit & Tie”.

≡VESPAS MANDARINAS
Um dos gêneros mais underground do cinema brasileiro juntava o terror e humor e ficou conhecido como terrir. Um cineasta carioca é um dos mestres desse gênero. Ivan Cardoso fez muito sucesso nas décadas de 70 e 80 com filmes como “Nosferato in Brazil” (1970), “O Segredo da Múmia” (1982), “As Sete Vampiras” (1986) e “O Escorpião Escarlate” (1990). A banda paulistana Vespas Mandarinas resgatou o cineasta que dirigiu o videoclipe “Cobra de vidro”.

METALLICA
Darren Aronofsky 
é formado em Harvard e desde as primeiras produções, consagrou uma estética conhecida como hip hop montage –  uma técnica que mostra imagens ou ações mais com velocidade aumentada, acompanhada de efeitos sonoros, tentando simular alguma ação. Usou esse estilo em filmes como “Pi”, “Requiem para um sonho” e “Cisne negro”. Foi depois da indicação ao Oscar que o Metallica o convidou para dirigir “The View”, uma das faixas de “Lulu”, disco lançado em parceria com Lou Reed.

Sentiu falta de Spike Jonze? Foi de propósito. Já fiz um post só com os principais [e históricos] videoclipes dirigidos por ele. Confira e aproveite para conhecer mais desse inventivo cineasta. Nos vemos na próxima playlist! Sugestões? Mandaí!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s